Posts

Nesta entrevista ao Portal da OAB Montes Claros, o advogado e presidente da Comiss√£o de Diversidade Sexual e G√™nero da OAB, Dr Clodovaldo J√ļnior, compartilha os planos e realiza√ß√Ķes da comiss√£o em rela√ß√£o ao lan√ßamento de um livro e outras atividades programadas para celebrar o Dia do Orgulho LGBTQIAPN+ (L√©sbicas, Gays, Bi, Trans, Queer/Questionando, Intersexo, Assexuais/Arrom√Ęnticas/Ag√™nero, Pan/Poli, N√£o-bin√°rias e mais).

Portal OAB РAlém da previsão do lançamento do livro, a Comissão prepara outra ação/atividade?

Dr. Clodovaldo J√ļnior – Al√©m do lan√ßamento do livro de Paulo Thiago Soares, previsto para o pr√≥ximo m√™s, estamos alinhando com a Secretaria Municipal de Educa√ß√£o de Montes Claros um curso de forma√ß√£o para cerca de 450 diretores, supervisores, professores, assistentes-sociais e psic√≥logos escolares. Eles ser√£o replicadores, dentro de seus respectivos locais de trabalho, da tem√°tica sobre direitos LGBTQIAPN+ e diversidade. Esse ser√° o ponta p√© inicial na promo√ß√£o, dentro da rede b√°sica de ensino, de um ambiente escolar acolhedor, reduzindo assim a evas√£o escolar dessa popula√ß√£o e contribuindo no desenvolvimento de uma sociedade anti-discriminat√≥ria.

Quais a√ß√Ķes, desde o in√≠cio da atual Gest√£o da OAB Montes Claros, s√£o ou ser√£o desenvolvidas pela Comiss√£o?

Desde o in√≠cio desta gest√£o j√° promovemos muitas atividades, sobretudo porque a Comiss√£o se prop√Ķe a ser um polo aglutinador das diversas frentes de luta por direitos LGBTQIAPN+ no munic√≠pio. Assim, destacam-se a campanha em parceria com a Comiss√£o OAB Solid√°ria de distribui√ß√£o de cestas b√°sicas e produtos de beleza para a popula√ß√£o trans e l√©sbica em situa√ß√£o de vulnerabilidade no munic√≠pio. Al√©m disso, passamos a integrar o Comit√™ de Pol√≠ticas de Equidade da Secretaria Municipal de Sa√ļde voltado para a implanta√ß√£o de pol√≠ticas p√ļblicas de assist√™ncia e atendimento espec√≠ficas da sigla. Tamb√©m atuamos junto √† 17¬™ Parada do Orgulho LGBTQIAPN+ de Montes Claros; Tamb√©m montamos uma tenda no 9¬į Congresso Mineiro de Medicina de Fam√≠lia e Comunidade. Recentemente realizamos em parceria com o Movimento LGBT dos Gerais (MGG) e Secretaria de Defesa Social o minicurso ‚ÄúDireitos, Dignidade e Acolhimento √† pessoa LGBTQIAPN+‚ÄĚ, ministrada para mais de 72 guardas municipais de Montes Claros, servidores e acad√™micos. Compomos mesa em Audi√™ncia P√ļblica promovida pela Comiss√£o de Direitos Humanos e Seguran√ßa P√ļblica da C√Ęmara Municipal. Discutimos com v√°rios setores da sociedade sobre as realidades e desafios da comunidade LGBTQIAPN+ na cidade. Por fim palestramos sobre o processo hist√≥rico de despatologiza√ß√£o das quest√Ķes de g√™nero e sexualidade no Centro Estadual de Educa√ß√£o Continuada (CESEC) em parceria com a Comiss√£o de Direito na Escola e o (In)Serto ‚Äď N√ļcleo pela Diversidade Sexual e G√™nero da Unimontes, al√©m de nos reunirmos com o Vice-Prefeito de Montes Claros onde, em conjunto com demais coletivos, protocolamos of√≠cio cobrando a ado√ß√£o de pol√≠ticas p√ļblicas de minora√ß√£o das viol√™ncias e promo√ß√£o de nosso bem-estar social. Acredito que muita coisa boa ainda vir√°!

Qual a import√Ęncia da data?
No dia 28 de junho celebra-se o dia do orgulho LGBTQIAPN+: importante data iniciada no ano de 1969, no bar nova-iorquino Stonewall Inn, da luta organizada pelo reconhecimento dos direitos e dignidade da nossa comunidade. Vejo todo o m√™s de junho, e especialmente o dia 28, como um momento em que movimentos sociais e ativistas do mundo inteiro passam a direcionar suas a√ß√Ķes, com mais vigor ainda, no intuito de vocalizar as nossas demandas por respeito para o conjunto da sociedade, pavimentado um caminho onde a garantia da nossa plena exist√™ncia calca-se pelo entendimento de que um mundo pr√≥spero e de paz demanda a pr√°tica di√°ria e universal do exerc√≠cio da empatia e do amor. N√£o √© poss√≠vel mais admitirmos que, em pleno s√©culo 21, pessoas sejam extirpadas prematuramente do conv√≠vio de seu seio familiar e relegadas √† condi√ß√£o de seres humanos de segunda categoria simplesmente pelo fato de ser quem s√£o ou por direcionarem seu afeto diferentemente daquilo que a constru√ß√£o social (secularmente erguida por jogos de poder e viol√™ncia) alega ser o ‚Äúpadr√£o‚ÄĚ. Da√≠ a import√Ęncia do m√™s do orgulho: uma oportunidade para que o mundo enxergue todo o nosso brilho e valor. N√£o mais recuaremos!